Seminário organizado por Ganime debateu caminhos e soluções para o Rio de Janeiro

Relatório de Resultados 2020: Ganime presta contas do seu mandato
09/03/2021
Deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ) visita São Gonçalo
15/03/2021

O seminário virtual “Do Rio Para o Rio: Caminhos e Soluções”, organizado pelo deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ) no sábado (6), foi um sucesso. O evento, em homenagem aos 456 anos da Cidade do Rio de Janeiro, tratou de diversos temas, como saúde, educação, segurança, emprego e renda, transportes e saneamento, com especialistas de cada área buscando soluções para os problemas. O painel sobre saúde contou com a participação do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

 “Nosso seminário foi incrível! Debatemos durante um dia inteiro sobre os mais variados temas, buscando soluções práticas para a Cidade do Rio. O Rio tem solução, mas é preciso parar de falar e fazer. E antes de fazer é preciso encontrar as soluções viáveis. E nada melhor do que pessoas que entendem o nosso Rio”, comemorou Ganime, que, junto à sua equipe, está elaborando um plano de ação para enviar às autoridades responsáveis pela execução das propostas.

Projetos para o Rio – Durante o evento, foram apresentados dois projetos para o Rio. O MIT REAP quer transformar o Rio num grande ecossistema de inovação e empreendedorismo nos setores de energia e sustentabilidade. E o City Minds tem a proposta de reunir mentes da cidade dos mais diversos segmentos e conhecimentos para solucionarem juntos os desafios apresentados.

Educação – No painel “Ensino de base no Rio e caminhos para melhorar a educação”, Antônio Neto, ex-secretário estadual de Educação, destacou a “fratura exposta” causada pela pandemia da Covid-19 na educação e a necessidade de preparar a escola para o século 21. Para a ex-secretária municipal de Educação, Cláudia Costin, “não é oferecendo coisas idênticas para todos que conseguiremos resultados de altas expectativas”. A moderação foi feita por Juliana Benício, professora, mestre em Economia e doutora em Engenharia de Produção.

Saúde – Com a participação do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, do secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, e do infectologista e professor da UFRJ, Celso Ramos, o painel “A saúde no Rio no pós-pandemia” destacou algumas propostas, entre elas, que os hospitais federais pactuem suas atividades de acordo com as necessidades do município e do estado; e que seja realizada a descentralização da distribuição dos recursos, definindo claramente o que é responsabilidade da União, Estado e Município. O moderador foi o médico Sérgio Teixeira, que é diretor executivo do Instituto de Pesquisa Teixeira Ramos – IEPTR.

Emprego e renda – Um dos grandes problemas é o desemprego. O Rio foi a cidade brasileira com maior perda de postos de trabalhos formais no Brasil, em 2020. Tito Ryff, gerente de Políticas Públicas do Sebrae, pediu urgência na vacinação. “Vacinar, vacinar, vacinar. A economia não vai se recuperar sem a vacinação das pessoas para que se sintam seguras”. A diretora da Firjan, Carla Pinheiro, defende a criação de um auxílio empreendedor neste período de pandemia. O painel “Emprego, renda e oportunidades: o Rio precisa!” contou com a participação ainda de Jonathas Cabral, gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Cláudio Tângari, da Fecomércio, e Hector Gusmão, CEO e cofundador da Fábrica de Startups Brasil. O vereador Pedro Duarte (NOVO/RJ), que é relator da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara do Rio, fez a moderação do painel.

Segurança – Outro grave problema é o crescimento da violência, num momento em que a milícia se expande por diversas regiões. Segundo Rodrigo Pimentel, ex-policial do Bope e autor do livro que deu origem ao sucesso Tropa de Elite, “o morador do Rio é refém da milícia, não paga contas de água nem luz”. Essa situação ainda cria um sério problema para o Estado, que deixa de arrecadar R$ 280 milhões por ano em recursos do ICMS da energia e outros milhões de reais de ICMS de água. Participaram do painel “Caminhos para a segurança pública no Rio de Janeiro”, o ex-secretário de Segurança Pública do Rio, Roberto Sá, e o Major Leonardo Novo, comandante do corpo de alunos das Escola de Formação de Oficiais da PMERJ. A moderação foi feita pelo deputado estadual Alexandre Freitas (NOVO/RJ), membro da Comissão de Segurança Pública da ALERJ.

Saneamento – Numa cidade em que cerca de 35% dos esgotos não são tratados, existem muitos desafios. E esse foi o principal assunto do painel “Infraestrutura e metas de saneamento para o Rio”, com os painelistas Cíntia Leal de Araújo, especialista em Regulação da Agência Nacional de Águas (ANA); Luiz Prado, ex-secretário de Desenvolvimento Sustentável do Espírito Santo; e Miguel Alvarenga Fernández y Fernández, presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES-Rio). Marcelo Campos, advogado e co-autor do livro “Aspectos Jurídicos do Saneamento Básico”, foi o moderador do painel.

Transportes – Implantação da bilhetagem eletrônica; criação de infraestrutura para abastecimento elétrico visando atender à demanda futura; integração entre modais; acessibilidade nos modais e acesso às estações; foram algumas propostas defendidas no painel “Transporte e mobilidade como vetores de crescimento econômico”. Participaram Delmo Pinho, secretário de Transportes do Estado do Rio; e Lino Marujo, pesquisador de Big Data em Logística e Operações da UFRJ. A moderação foi da deputada estadual Adriana Balthazar (NOVO/RJ), membro da Comissão de Turismo da Alerj.

Ao final, os mediadores se reuniram para discutir as principais propostas apresentadas em cada tema e revisar o plano de ação que será enviado às autoridades competentes.

Para assistir ao seminário, as Lives estão disponíveis no canal do deputado Paulo Ganime, no Youtube.

             

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *