O Rio tem jeito: Ganime é um dos palestrantes da estreia de websérie da Firjan

Do Rio para o Rio: partindo para a ação
29/05/2021
Relator dá parecer favorável à quebra do monopólio do serviço de penhor da CEF
02/06/2021

O potencial transformador do gás natural no estado do Rio de Janeiro, que ganha maior relevância com a recente sanção da Nova Lei do Gás, foi o tema escolhido para estrear a websérie “O Rio tem jeito”, promovida pela Firjan. O deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ), autor do requerimento de urgência para a votação do projeto no plenário da Câmara, falou sobre as oportunidades previstas para o estado nos próximos anos, como a atração de R$ 45 bilhões em investimentos, abrindo caminho para a reindustrialização do estado. A mediação foi do presidente da federação, Eduardo Eugênio Gouveia Vieira.

Ganime destacou que a aprovação da matéria se deve muito à parceria firmada entre parlamentares, representantes da indústria e sociedade civil em prol de um mesmo objetivo. “Pela primeira vez, um texto foi aprovado em sua forma original. Ele foi elaborado na Comissão de Minas e Energia, aprovado na Câmara e depois no Senado – único lugar em que sofreu mudanças. No entanto, voltou para a Câmara, que recusou as alterações, e foi finalmente sancionado pelo presidente sem vetos. Isso só foi possível porque todos trabalhamos juntos pelo país e pelo estado do Rio”, avaliou o deputado.

Para Marcelo Chara, CEO da Ternium, siderúrgica de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, a nova legislação trará benefícios para as indústrias, como barateamento do produto, maior competitividade, sustentabilidade, mas principalmente para a população. “O crescimento industrial será responsável pela geração de empregos da mais alta qualificação, em nível de especialização. Será uma grande transformação da sociedade”.

Apostando no novo marco regulatório para alavancar novos investimentos no Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense, José Firmo, CEO da Porto do Açu Operações, revelou que já foram aplicados R$ 18 bilhões na infraestrutura do empreendimento e que estão previstos outros R$ 22 bilhões na próxima década.  “O Brasil vai deixar de ser uma anomalia no preço do gás natural em termos mundiais. A expansão da matriz energética já está levando muitas empresas a elaborarem seus planejamentos estratégicos. Vamos assistir nos próximos anos um grande impacto sócio-econômico no país.”, completou Firmo.

O diretor de Energia da Braskem, Gustavo Checcucci, também aposta no crescimento da indústria nacional com a abertura do mercado de gás natural, permitindo que operem com preços mais competitivos no mercado. “A demanda de gás existe e o mercado está sedento por esse produto”, afirmou. O presidente da Firjan reiterou a estimativa de geração de R$ 45 bilhões em investimentos somente para o estado do Rio de Janeiro, que é o maior produtor de gás natural do país.

Presidente da Frente Parlamentar Mista para o Desenvolvimento Sustentável do Petróleo e das Energias Renováveis, o deputado federal Christino Áureo (Progressistas/RJ), ressaltou a importância de aprovar uma lei de tamanha densidade e continuar acompanhando sua regulamentação. “Acho importante a Frente ser um instrumento de fiscalização, acompanhar todo o processo até a regulação do novo marco”.

A Websérie O Rio Tem Jeito é uma série de lives com base nos temas abordados no “Programa de retomada do crescimento do estado do Rio de Janeiro em bases competitivas”, documento com ações relacionadas a energia, infraestrutura e mobilidade urbana, segurança pública, acesso ao crédito, competitividade regulatória e tributária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *