Lei do Gás permitirá ao país aproveitar enorme potencial inexplorado

Voluntários do mandato atuam para resolver demandas dos municípios
28/05/2021
Turismo Colaborativo: PL de Ganime e Ventura é aprovado na CTUR
28/05/2021

 

O novo marco legal do gás natural trouxe uma grande oportunidade para o Brasil aproveitar o enorme potencial inexplorado dessa matriz energética. “O país se beneficia muito pouco desse ativo, principalmente por falta de infraestrutura, que está sob o domínio estatal. A nova legislação vai abrir o mercado para torná-lo mais competitivo e dinâmico. Aliás, já estamos vendo os primeiros efeitos dessa lei com empresas investindo na expansão de seus dutos de transporte”, afirmou o deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ). A regulamentação da lei em âmbitos federal e estaduais, segundo ele, trará resultados ainda mais promissores.

Ganime participou nesta quarta-feira (19) do Webinar “Os novos rumos da distribuição do gás canalizado”, promovido pelo escritório jurídico Tomaniki Martiniano. Segundo o deputado, essa regulamentação vai contribuir para a retomada da economia nacional, principalmente no período pós-pandemia. E o impacto será em diversos setores, não apenas no de petróleo e gás, pois muitas indústrias utilizam o produto como matéria-prima ou fonte calorífica. 

O deputado destacou também a importância do desenvolvimento econômico e social do  país. O novo marco deverá atrair R$ 45 bilhões em investimentos somente para o estado do Rio de Janeiro, conforme estimativa da Firjan, e gerar milhares de empregos. Ao abrir o mercado a novos produtores e criar um ambiente competitivo, o gás natural ficará mais barato ao consumidor final (indústrias, comércios, postos de combustíveis, residências).   

O webinar teve a participação de Antonio Carlos Costa, do Grupo Mercados Energético Consultores (GME) do Uruguai; Lucien Belmonte, presidente da Abividro;  Bernardo Sicsú, diretor da Abraceel; Luís Fernando Quilici, diretor da Aspacer; Renata Beckert Isfer, sócia da Petres Energia; Charles Massano, do Grupo Mercados Energético Consultores (GME) da Argentina. Cid Tomanik Pompeu Filho e Urias Martiniano G. Neto, sócios do Tomanik Martiniano e Daniela Santos, sócia no Gamba Santos, foram os moderadores. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *