A Saúde do Rio de Janeiro enfrenta enormes dificuldades – Por Dr. Sérgio Teixeira

Líderes apresentam primeira etapa do projeto do “Vale do Silício” da Energia e da Sustentabilidade
07/05/2021
O protagonismo da bancada do NOVO-RJ na política fluminense
08/05/2021

 

Atualmente a Saúde do Rio de Janeiro enfrenta enormes dificuldades, seja ela federal, estadual ou municipal. Os hospitais federais padecem de grande desgaste e falta de modernização nas suas estruturas, além de uma progressiva perda na capacidade de trabalho, decorrente da falta de concursos públicos e da precarização dos vínculos trabalhistas.

No âmbito estadual, foram experimentados vários modelos de gestão, porém, sucessivos problemas apontam sérias questões sobre alguns deles. O modelo mais utilizado foi o das Organizações Sociais de Saúde (OSS) que teria como benefícios um processo seletivo simplificado e maior agilidade na licitação de compras, em contraste com o “engessamento” promovido pela Lei nº 8666. Infelizmente, no Rio de Janeiro, surgiram várias denúncias de fraude na escolha das OSS e nos critérios de acompanhamento das mesmas, o que afetou a credibilidade desse sistema em nosso estado. Já na esfera municipal, várias fragilidades são apontadas, tais como: diminuição da sua força de trabalho e limitações nas suas atribuições.

Como problemas sistêmicos da Saúde, teríamos a politização, o subfinanciamento, a falta de transparência, tanto no sistema de regulação de leitos hospitalares quanto na marcação de consultas e exames, e a ausência de planos de carreira estruturados, entre outros.

Na busca de propostas para nosso estado, o Deputado Federal Paulo Ganime (NOVO/RJ) organizou um painel para o qual tive a honra de ser convidado a mediar, o excelente seminário “Do Rio para o Rio”. A Mesa Redonda contou com a presença do ex-ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta; do secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Dr. Daniel Soranz; e do membro titular da Academia Nacional de Medicina, Dr. Celso Ramos; além da presença do próprio deputado.

Após a discussão de vários temas relevantes, como transparência nos sistemas de regulação, maior rigor nos critérios de elegibilidade e monitoramento dos modelos de gestão, plano de carreira e salários e migração dos hospitais federais para a gestão estadual ou municipal, foi elaborado um plano de ação para ser encaminhado aos órgãos competentes com sugestões a título de colaboração com a Saúde do Rio de Janeiro.

Mais um “gol de placa” do Deputado Paulo Ganime. Parabéns!

 

Sérgio Teixeira

Mestre e Doutor em Medicina

Diretor do IEPTR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *